in ,

O resgate do Poder pelos brasileiros

Imagens: Reprodução

Cresci ouvindo que não se faziam mais gerações como as de antigamente e que as inquietações populares deram espaço à total alienação, com uma sociedade que passou a bailar na música tocada pelos senhores da Comunicação nacional e nos ditos do Poder Público.

A nossa Pátria parecia estar desprovida de ambições sociais e as poucas manifestações realizadas não impregnavam o coletivo. Ficou difícil mobilizar a população. O nosso senso político estava adormecido.

O aumento das tarifas de ônibus foi a gota d´água. Já era tempo de repensar uma nova lógica de mobilidade urbana. Com a discrepância entre o valor efetivado e o serviço oferecido no transporte público conhecemos a revolta dos brasileiros que pagam caro pelo direito de se locomover pelas cidades. De uns dias para cá, conseguimos reacender o espírito ativista em nome dos direitos que deveriam estar garantidos sem que fosse necessário pagar qualquer tipo de taxa de adesão, assim como acontece na Educação e na Saúde Públicas.

Hoje o povo brasileiro assiste a um espetáculo: o da busca fervorosa por serviços públicos eficientes. O grito de socorro ainda ecoa pelos quatro cantos do Brasil, e o barulho promete, sim, mexer nas decisões políticas daqui pra frente. A população está dando o seu recado ao Governo e pelo que os recentes acontecimentos mostram, ela vai continuar de braços dados à espera de uma contrapartida decente dos nossos líderes políticos.

É bem verdade que há um cansaço acumulado, mas isso jamais pode ser desculpa para atos depredadores e insanos contra locais e bens públicos e para os confrontos com a Polícia, que estão partindo de uma estúpida minoria. As reivindicações ininterruptas, mas pacíficas, são suficientes para mostrar o envolvimento político do povo, por isso a disposição para o diálogo precisa aparecer. E essa é uma necessidade urgente.

Os movimentos de insatisfação espalhados pelas grandes capitais já levantam diversas bandeiras: o valor abusivo das passagens de ônibus, os altíssimos gastos com a chegada da Copa do Mundo, a má qualidade dos nossos serviços, a corrupção e a impunidade, que são realidades já bem conhecidas por aqui. Não faltam motivos para protestar.

Desde o Impeachment de Collor, em 1992, não víamos algo parecido. Hoje já contabilizamos a reunião de 100 mil pessoas no Centro do Rio de Janeiro, paralisações gigantescas nas principais vias de São Paulo, e a emocionante tomada da marquise do Congresso Nacional por manifestantes.

Os brasileiros estão arregaçando as mangas para a construção de um novo cenário democrático e esse momento sinaliza que estamos no caminho certo.

*Na próxima quinta-feira (20 de junho), o Observatório Feminino estará no protesto que vai acontecer em Recife, na Praça do Derby, às 16hs.

3 Comments

Leave a Reply
  1. Uma das melhores matérias veiculadas pelo Observatório Feminino. As mulheres do nosso país precisam deixar o medo de lado em prol da mudança do cenário nacional. Vamos reivindicar por melhorias urgentes no nosso país. Exercer a cidadania ativamente e na PAZ!

  2. Lutar pelos nossos direitos, sem dúvida, é um dos mais importantes exercício da CIDADANIA. A acomodação do povo por tanto tempo só fez com que o nosso país chegasse a esse cenário vergonhoso em que nos encontramos. No entanto, não podemos confudir exercício de direitos com vandalismo, violência, anarquia, baderna. Sou a favor da luta pelo direito do povo, já que nossos deveres não são esquecidos, pelo contrário, são extremamente cobrados e com rigor. Portanto, lutar pela melhora do país não começa com o aumento de qualquer taxa ou tarifa, começa bem antes, quando vamos as urnas e depositamos nossos sonhos, objetivos e ideologias em quem votamos. Não podemos ficar alienados. Por isso precisamos usar, primeiramente, a cabeça para não se chegar nessa situação, mas entre cruzar os braços e protestar pacificadamente, sou a favor da luta. Quero poder dizer q tenho orgulho de ser brasileira!!!!

  3. Parabéns!Realmente,belo trabalho veiculadas pelo Observatório Feminino.Manifestante que fizeram protesto pacifico.É um exemplo de um futuro melhor.Tudo pelo Brasil! o número “1” é um número solitário.Juntos unidos seremos forte.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *